II Fórum Luso-Brasileiro de Arqueologia Urbana

 

 

 

 

Coimbra
 
9, 10, 11 de Outubro – 2008

 

Planificação e auto-organização na construção do espaço urbano

Focos Temáticos
 
A cidade colonial como cenário de experiências multiculturais
 
Produção, rotas e mercados da materialidade [des]feita e [re]vivida


 
Instituições organizadoras


 
Universidade de Coimbra (CEAUCP/CAM )

Universidade Federal da Bahia (Depto. de Antropologia)

 
Comissão organizadora Coordenação Geral:


Profa. Dra. Maria Conceição Lopes (Universidade de Coimbra, CEAUCP)

Profa Dra. Maria de Lurdes Craveiro (Universidade de Coimbra, CEAUCP)

Prof. Dr. Carlos Etchevarne (Universidade Federal da Bahia)

Profa Dra. Maria Rosário Gonçalves de Carvalho (Universidade Federal da Bahia)

Prof. Dr. Scott Joseph Allen (Universidade Federal de Alagoas/Universidade Federal de Pernambuco)



APOIO
 
Reitoria da Universidade de Coimbra


Fundação Gulbenkian


Secretaria Regional da Cultura do Centro


Museu Monográfico de Conímbriga


Região de Turismo da Zona Centro



Fórum Luso-Brasileiro de Arqueologia Urbana

 

Justificativa e pressupostos


 
 
O I Fórum Luso-Brasileiro de Arqueologia Urbana organizado pela Universidade Federal da Bahia e Universidade de Coimbra em Salvador de Bahia, Brasil, em Julho de 2006, constitui o primeiro momento de encontro entre investigadores europeus e latino-americanos para refletirem sobre questões vinculadas às cidades coloniais e seus territórios” e sobre a “A cerâmica arqueológica como documento sobre as relações transatlânticas no período colonial”.
 
A importância deste encontro foi, desde logo, sublinhada pelo interesse que despertou na comunicação social estadual e nacional que lhe dedicou bastas páginas e longos minutos, com intervenções em direto.


 
Pelo sucesso científico do I Fórum respondem as questões que, nas cerca de 50 comunicações que Portugueses, Brasileiros, Franceses, Argentinos e Holandeses, trouxeram e os profundos e estimulantes debates que elas desencadearam. Respondem, também, pela necessidade evidenciada de retomar periodicamente os encontros sobre a problemática da construção das identidades lusófonas baseadas em estudos cujas metodologias remetem para a observação e leitura das realidades materiais inscritas no terreno, sobretudo em meio urbano, e no comercio ultramarino, cuja compreensão convoca um olhar multidisciplinar.


Na carta de recomendações, a enviar às autoridades nacionais responsáveis pelo patrimônio dos países ali representados, aprovada no final dos trabalhos, decidiu-se a periodicidade destes encontros nos anos pares e acordou-se que em 2008, seria Coimbra a organizar o Fórum, Porto Alegre (Brasil), organizaria o de 2010 e Buenos Aires (Argentina), organizaria, provavelmente, o de 2012.


 
Em Coimbra, em 2008, irão, portanto, reunir-se investigadores Portugueses, Latino-Americanos e Africanos (que por impossibilidades várias não puderem estar no I Fórum em Salvador de Bahia) e debater a cidade como síntese dos múltiplos espaços que nela se reconhecem; confrontar a força das planificações instaladas pelos poderes metropolitanos com o potencial de auto-organização das comunidades e discutir as dinâmicas que permitem reconhecer a cidade colonial como espaço de experiências multiculturais.


 
A relações entre cidades coloniais e metrópoles apreende-se por um vasto e diverso conjunto de elementos da cultura material que analisado comparativamente permite compreendê-lo e integrá-lo no sistema das relações intercontinentais nas quais se reconhecem, segundo as escalas, produtos comuns em todos os espaços e ciclos e o poder dos agentes econômicos que atuam no comercio transatlântico e nos mercados regionais.


O reconhecimento da importância na construção multi-partilhada de uma identidade, observável na construção do espaço urbano e na evolução da cultura material, configura, assim, um original e inédito modo de abordar nas diversas escalas em que se inscrevem a transferência e interpretação de conhecimento e tecnologia entre povos em contacto.


Comunicações


O Fórum será organizado em seções temáticas com um número limitado de participantes. Resumos de comunicações (até 200 palavras) deverão ser enviados até dia 01 de julho para sjallen@uol.com.br

 

Para maiores informações entrar em contato com os organizadores através os seguintes endereços eletrônicos:


conlopes@ci.uc.pt

 
etchvrn@atarde.com.br

 
sjallen@uol.com.br



 

Accès privé